Departamento de Cirurgia
  • O DEPARTAMENTO DE CIRURGIA DA UFSC

    Publicado em 15/05/2020 às 13:53

    O Departamento de Cirurgia funciona no 4o andar do Hospital Universitário e congrega as seguintes especialidades cirúrgicas: Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Cirurgia Proctológica, Oftalmologia, Otorrinolaringologia (cirurgia de cabeça e pescoço) Ortopedia, Cirurgia Torácica, Neurocirurgia e Anestesiologia.

    O Departamento tem atividades no Curso de Graduação em Medicina e nos programas de Especialização ( Residência ) em Cirurgia Geral, do Aparelho Digestivo, Cirurgia Vascular, Anestesiologia e Cirurgia Plástica.

    Os docentes do Departamento desenvolvem projetos de Pesquisa e Extensão em suas respectivas áreas de conhecimento e participam do Curso de Pós-Graduação em Ciências Médicas( Mestrado e Doutorado).

    O Departamento possui um laboratório de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental (TOCE) onde docentes, médicos, profissionais da área da saúde e estudantes desenvolvem pesquisas em animais de laboratório e em modelos protéticos.

    O Departamento participa de um programa de intercâmbio com estudantes de graduação estrangeiros principalmente com estudantes da Alemanha e outros países europeus.


  • Professor do Departamento de Cirurgia participa de importante estudo global sobre cirurgia e a pandemia da COVID-19.

    Publicado em 26/11/2020 às 20:25

    O Professor Humberto Fenner Lyra Júnior do Serviço de Coloproctologia participa como pesquisador responsável da UFSC no estudo colaborativo internacional denominado SURG-WEEK, que é um braço do grupo de pesquisa Global & COVID Surg coordenado pela Universidade de Birmingham- Inglaterra.

    Trata-se de uma pesquisa de coorte multicêntrica internacional cujo objetivo é determinar o timing ideal para procedimentos cirúrgicos após infecção por SARS-CoV-2.

    O SURG-Week é considerado o maior estudo colaborativo internacional jamais conduzido com mais 15000 participantes. São mais de 100 mil pacientes, em 111 países, sendo um grande avanço para pesquisa internacional cirúrgica colaborativa. Resultados estão no blog da revista British Journal of Surgery.


  • Reunião Departamento de Cirurgia 04/06/2020

    Publicado em 05/06/2020 às 20:37

    O Departamento de Cirurgia realizou ontem dia 4 de Junho sua reunião departamental por teleconferência.

    Em pauta assuntos administrativos e aprovação de projetos de extensão e pesquisa. Houve extenso debate sobre o retorno às aulas,  inicialmente de forma não presencial; tudo na dependência de decisões de instâncias superiores.

    Também foi anunciado um projeto de treinamento  de suturas em simuladores de vídeo endoscopia a serem adquiridos com recursos do HU e da Liga em Cirurgia  a ser desenvolvido na TOCE.

    Também foi aprovada uma homenagem ao Professor Edson Cardoso, iniciativa do Serviço de Cirurgia Vascular- uma placa alusiva aos serviços prestados pelo sempre lembrado Professor e ex- Chefe deste Departamento.


  • Reunião do Departamento de Cirurgia

    Publicado em 15/05/2020 às 13:55

    Departamento de Cirurgia realizou ontem dia 14 de Maio a sua segunda reunião por teleconferência tendo como pauta assuntos de importância para o Curso de Medicina como a preparação para a provável volta às aulas em modalidade virtual. Os projetos de extensão também foram apresentados e aprovados.


  • Dor nas pernas para caminhar: Um sinal de alerta

    Publicado em 16/09/2019 às 17:30

    A dor nas pernas para caminhar pode ser indício de obstrução das artérias dos membros inferiores. A Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP) é geralmente causada pelo depósito de “gordura”, cálcio e outros elementos nas artérias que transportam sangue para os membros inferiores (pernas), reduzindo seu calibre e trazendo um déficit sanguíneo aos tecidos por elas irrigados. Processo este denominado de aterosclerose.

    O progressivo aumento das “placas” ateroscleróticas passa a causar deficiência da irrigação sanguínea, levando a pessoa sentir dor ou câimbras nas pernas ao caminhar e que melhoram com alguns minutos de descanso. Este sintoma é chamado de claudicação intermitente. A localização da dor depende de qual artéria está obstruída ou estreitada, sendo que a panturrilha é o local mais comum. Em casos mais graves a dor causada pela falta de circulação pode estar presente mesmo no repouso ou deitado e podem aparecer feridas nas pernas e pés, muitas vezes associado a necrose. Nestes casos considera-se um estado de isquemia bastante crítica e com risco de perda do membro acometido.

    Os principais fatores de risco para a doença obstrutiva das artérias das pernas incluem: tabagismo, diabetes, obesidade, hipertensão, colesterol elevado, idade avançada, sedentarismo e histórico familiar.

    A melhor maneira de prevenir a doença obstrutiva das artérias das perna é manter um estilo de vida saudável, praticar  exercícios regularmente, parar de fumar, controle de dieta livre de gordura saturada, controle do peso e controle de doenças com diabetes, hipertensão e colesterol elevado.

    Quando os sintomas são mais amenos devemos considerar o tratamento com medicações, exercícios orientados e mudança nos hábitos de vida.

    Nos pacientes com dor (claudicação) que venha a limitar as suas atividades cotidianas ou com isquemia considerada crítica existe a indicação de tratamento cirúrgico ou endovascular. A técnica endovascular é um método de tratamento minimamente invasivo e consiste no uso de balões e “stents” para abrir as artérias obstruídas através de uma punção na região inguinal (virilha).

    Prof. Dr. Rafael Narciso Franklin

    Serviço de Cirurgia Vascular